Lançamento Beauty Fair: fluido corporal contra gordura e celulite

06/09/2017

240ml - Intense Fit_FrontA Buona Vita traz mais um reforço para tratar celulite e gordura localizada: é o fluido corporal Intense Fit, uma novidade da marca na Beauty Fair — maior feira de beleza profissional das Américas e que acontece de 9 a 12 de setembro no Expo Center Norte, em São Paulo. O produto é um potente termogênico de uso home care, formulado com extratos lipolíticos poderosos, podendo ser associado a manobras de massagem, além de ajudar em procedimentos estéticos e de potencializar o treino fitness de quem costuma frequentar a academia ou praticar atividades físicas.

O Intense Fit traz como diferencial o ativo Sense Hot, que estimula os receptores nos neurônios sensoriais presentes na pele, provocando a sensação de calor na superfície, porém de forma mais segura, além de promover aumento da circulação e de melhorar a permeação de outros ativos cosméticos. “O ativo Sense Hot traz mais segurança ao consumidor pela característica de não causar irritabilidade e sensibilidade excessiva, dessa forma minimiza o incômodo de prurido e vermelhidão, muito comum em produtos termogênicos, principalmente os que contam com nicotinato de metila”, explica Isabel Luiza Piatti, especialista em Estética e Cosmetologia, embaixadora do CIA — Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas e Membro do Conselho Científico da Academia Brasileira de Estética Científica – ABEC.

Mas o produto vai além da sensação de calor e conta com o complexo Natuplex Green Eco Minceur, uma combinação de poderosos extratos botânicos para efeito lipolítico de quebra e eliminação de gordura. “A associação traz laranja amarga, chá verde, gengibre e o aminoácido L-carnitina, promovendo aceleração do metabolismo e melhora da circulação”, afirma a especialista.

Intense Fit ainda traz os extratos de castanha-da-índia e de arnica, ingredientes importantes no tratamento de celulite e gordura localizada. “O primeiro ativo é estimulante da microcirculação e aumenta o tônus venoso, enquanto o segundo é tonificante, anti-inflamatório e descongestionante”, conta.

A fórmula ainda oferece os benefícios do ativo Physiogenil, considerado o café da manhã da pele, justamente pela sua composição fisiológica que estimula o crescimento e metabolismo dos queratinócitos. “O ativo potencializa ainda mais a ação estimulante, ativando a produção de ATP intracelular e oferecendo potente ação hidratante. Essa atuação se dá pela sua composição rica em oligoelementos (Sódio, Magnésio, Zinco e Manganês)”, afirma. A sensação de calor promovida por Sense Hot também tem como objetivo ajudar na permeação desses outros ativos presentes na formulação, atuando de forma sinérgica, explica Isabel.

O produto tem bases biocompatíveis e é livre de substâncias alergênicas e potencialmente irritantes e sensibilizantes – os chamados xenobióticos, como parabenos, propilenoglicol, óleo mineral e os conservantes liberadores de formol. Intense Fit deve ser aplicado na região a ser tratada, que deve estar previamente limpa. Logo após, pode-se realizar manobras de massagem com outro produto de tratamento. Também é indicado no pré-treino, para potencializar os resultados das atividades fitness. Para uso profissional em cabine, pode ser utilizado o Hot Fit, gel termogênico de massagem corporal, também com Sense Hot.

Serviço
Evento: Beauty Fair
Data: de 9 a 12 de setembro, no Expo Center Norte
Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo – SP, 02055-000

Publicações Buona Vita na mídia – Agosto de 2017

04/09/2017

Confira no clipping de imprensa algumas das publicações em que a Buona Vita foi destaque na mídia no mês de agosto de 2017

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24

Conheça o poder dos principais óleos vegetais para a pele

25/08/2017

oleosOs óleos são conhecidos pelos seus efeitos hidratantes e nutritivos para o corpo, porém existem diferenças entre óleo vegetal e óleo mineral, e não é qualquer óleo que garante esses efeitos explica Isabel Piatti, especialista em Estética e Cosmetologia, embaixadora do CIA — Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas, Membro do Conselho Científico da Academia Brasileira de Estética Científica – ABEC. Abaixo, ela detalha os benefícios dos óleos vegetais para a pele:

Minerais x Vegetais – “Óleos Minerais são muito utilizados em casos de queimaduras, pois formam uma barreira na pele, porém possuem impacto ambiental alto, visto que são derivados do petróleo”, afirma. Além disso, sua forma de extração emite muitos poluentes na atmosfera e, ao serem despejados no ambiente, podem poluir a água, já que não são biodegradáveis. “Na pele, um dos efeitos do uso de produtos que contêm óleo mineral é a obstrução dos poros, pois eles pioram a respiração da pele, ocorrendo um acúmulo de gorduras que favorece o surgimento de cravos e espinhas. Sua presença pode ser identificada pela lista de ingredientes nos rótulos dos cosméticos, aparecendo como paraffinum liquidum ou mineral oil”, argumenta. Já os óleos vegetais, têm menor impacto ambiental e são extraídos de plantas, principalmente de sementes. “Ao serem aplicados à pele, permitem a respiração cutânea, hidratam e podem disponibilizar nutrientes, antioxidantes e vitaminas. Possuem efeito hidratante e nutritivo, causando menos reações alérgicas do que óleos minerais”, diz a especialista.

Além disso, ela explica que os óleos vegetais formam um filme protetor permitindo maior retenção hídrica, diminuindo a perda de água por evaporação transepidérmica, melhorando a permeabilidade cutânea – ao mesmo tempo em que proporcionam toque sedoso e macio à pele.

Principais óleos – Dentre alguns óleos vegetais que trazem inúmeros benefícios para a pele, a especialista cita:

ÓLEO DE AMÊNDOAS DOCES – Rico em ômegas é emoliente, nutritivo, amaciante, proporcionando hidratação e suavidade à pele;

ÓLEO DE ANDIROBA – Anti-inflamatório, antisséptico, cicatrizante, emoliente e hidratante;

ÓLEO DE CANOLA – Rico em ácidos graxos e ômegas, promove excelente emoliência, recuperando peles ressecadas e em processo de descamação;

ÓLEO DE GÉRMEN DE TRIGO – Emoliente e antioxidante;

ÓLEO DE GIRASSOL – Rico em ômega 6, hidrata e regenera os tecidos. Contém alto teor de vitamina E, previne o envelhecimento e possui ação antioxidante. Emoliente e condicionador;

ÓLEO DE MELALEUCA – Possui ação anti-inflamatória, antimicrobiana e antifúngica comprovada. Sua ação anti-inflamatória contribui para a redução da hiperemia, dor e edema. Promove o combate a micro-organismos como bactérias causadoras da acne;

ÓLEO DE OLIVA – Auxilia na reestruturação e equilíbrio do manto hidrolipídico, preservando a maciez e suavidade da pele, prevenindo e combatendo o ressecamento. Nutritivo, emoliente e lubrificante do tecido epitelial (pele). Rico em vitamina E;

ÓLEO DE ROSA MOSQUETA – Destaca-se entre os demais óleos por ser um óleo vegetal de características únicas, possuindo em sua composição quase 80% de ácidos graxos essenciais: ômegas. Dentre as inúmeras aplicações e benefícios deste óleo temos: ajuda a prevenir e atenuar o envelhecimento da pele, diminuindo as linhas de expressão; contribui para a recuperação da barreira cutânea, promovendo hidratação à pele; atua na regeneração cutânea de cicatrizes pós-cirúrgicas e melhora na nutrição e circulação sanguínea; reduz manchas; previne e atua estrias;

ÓLEO DE SEMENTE DE UVA – Utilizado no combate e prevenção de estrias. Excelente fonte de ácidos graxos essenciais e dermocompatíveis que restauram a camada protetora da pele. Tem grande poder antioxidante, diminui a perda de água por evaporação transepidérmica;

ÓLEO ESSENCIAL DE ROSA – Oferece ação rejuvenescedora para todos os tipos de pele, especialmente benéfica para as peles maduras, secas, ásperas ou sensíveis, devido à sua ação suavizante e anti-inflamatória.

Por fim, a especialista diz que os óleos vegetais são multifuncionais, mas faz uma ressalva: temos que ter cuidado ao escolher um produto que contenha óleos vegetais. “É importante que ele seja totalmente livre de óleo mineral, pois algumas marcas até utilizam óleos vegetais em seus produtos como um apelo de marketing, mas não eliminam o óleo mineral, que tem baixa custo, porém é extremamente prejudicial para a saúde. Por isso deve-se sempre ler a rotulagem para identificar a presença desse composto e de outros xenobióticos (ingredientes que fazem mal ao organismo), como conservantes parabenos e liberadores de formol e propilenoglicol”, afirma. “Cosméticos com bases biocompatíveis são sempre os mais indicados, pois são livres dessas substâncias e se assemelham mais à estrutura de nossa pele, recebendo melhor os benefícios dos ativos presentes nos produtos”, finaliza.

Página 2 de 6312345...102030...Última »