Conheça o poder dos principais óleos vegetais para a pele

25/08/2017

oleosOs óleos são conhecidos pelos seus efeitos hidratantes e nutritivos para o corpo, porém existem diferenças entre óleo vegetal e óleo mineral, e não é qualquer óleo que garante esses efeitos explica Isabel Piatti, especialista em Estética e Cosmetologia, embaixadora do CIA — Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas, Membro do Conselho Científico da Academia Brasileira de Estética Científica – ABEC. Abaixo, ela detalha os benefícios dos óleos vegetais para a pele:

Minerais x Vegetais – “Óleos Minerais são muito utilizados em casos de queimaduras, pois formam uma barreira na pele, porém possuem impacto ambiental alto, visto que são derivados do petróleo”, afirma. Além disso, sua forma de extração emite muitos poluentes na atmosfera e, ao serem despejados no ambiente, podem poluir a água, já que não são biodegradáveis. “Na pele, um dos efeitos do uso de produtos que contêm óleo mineral é a obstrução dos poros, pois eles pioram a respiração da pele, ocorrendo um acúmulo de gorduras que favorece o surgimento de cravos e espinhas. Sua presença pode ser identificada pela lista de ingredientes nos rótulos dos cosméticos, aparecendo como paraffinum liquidum ou mineral oil”, argumenta. Já os óleos vegetais, têm menor impacto ambiental e são extraídos de plantas, principalmente de sementes. “Ao serem aplicados à pele, permitem a respiração cutânea, hidratam e podem disponibilizar nutrientes, antioxidantes e vitaminas. Possuem efeito hidratante e nutritivo, causando menos reações alérgicas do que óleos minerais”, diz a especialista.

Além disso, ela explica que os óleos vegetais formam um filme protetor permitindo maior retenção hídrica, diminuindo a perda de água por evaporação transepidérmica, melhorando a permeabilidade cutânea – ao mesmo tempo em que proporcionam toque sedoso e macio à pele.

Principais óleos – Dentre alguns óleos vegetais que trazem inúmeros benefícios para a pele, a especialista cita:

ÓLEO DE AMÊNDOAS DOCES – Rico em ômegas é emoliente, nutritivo, amaciante, proporcionando hidratação e suavidade à pele;

ÓLEO DE ANDIROBA – Anti-inflamatório, antisséptico, cicatrizante, emoliente e hidratante;

ÓLEO DE CANOLA – Rico em ácidos graxos e ômegas, promove excelente emoliência, recuperando peles ressecadas e em processo de descamação;

ÓLEO DE GÉRMEN DE TRIGO – Emoliente e antioxidante;

ÓLEO DE GIRASSOL – Rico em ômega 6, hidrata e regenera os tecidos. Contém alto teor de vitamina E, previne o envelhecimento e possui ação antioxidante. Emoliente e condicionador;

ÓLEO DE MELALEUCA – Possui ação anti-inflamatória, antimicrobiana e antifúngica comprovada. Sua ação anti-inflamatória contribui para a redução da hiperemia, dor e edema. Promove o combate a micro-organismos como bactérias causadoras da acne;

ÓLEO DE OLIVA – Auxilia na reestruturação e equilíbrio do manto hidrolipídico, preservando a maciez e suavidade da pele, prevenindo e combatendo o ressecamento. Nutritivo, emoliente e lubrificante do tecido epitelial (pele). Rico em vitamina E;

ÓLEO DE ROSA MOSQUETA – Destaca-se entre os demais óleos por ser um óleo vegetal de características únicas, possuindo em sua composição quase 80% de ácidos graxos essenciais: ômegas. Dentre as inúmeras aplicações e benefícios deste óleo temos: ajuda a prevenir e atenuar o envelhecimento da pele, diminuindo as linhas de expressão; contribui para a recuperação da barreira cutânea, promovendo hidratação à pele; atua na regeneração cutânea de cicatrizes pós-cirúrgicas e melhora na nutrição e circulação sanguínea; reduz manchas; previne e atua estrias;

ÓLEO DE SEMENTE DE UVA – Utilizado no combate e prevenção de estrias. Excelente fonte de ácidos graxos essenciais e dermocompatíveis que restauram a camada protetora da pele. Tem grande poder antioxidante, diminui a perda de água por evaporação transepidérmica;

ÓLEO ESSENCIAL DE ROSA – Oferece ação rejuvenescedora para todos os tipos de pele, especialmente benéfica para as peles maduras, secas, ásperas ou sensíveis, devido à sua ação suavizante e anti-inflamatória.

Por fim, a especialista diz que os óleos vegetais são multifuncionais, mas faz uma ressalva: temos que ter cuidado ao escolher um produto que contenha óleos vegetais. “É importante que ele seja totalmente livre de óleo mineral, pois algumas marcas até utilizam óleos vegetais em seus produtos como um apelo de marketing, mas não eliminam o óleo mineral, que tem baixa custo, porém é extremamente prejudicial para a saúde. Por isso deve-se sempre ler a rotulagem para identificar a presença desse composto e de outros xenobióticos (ingredientes que fazem mal ao organismo), como conservantes parabenos e liberadores de formol e propilenoglicol”, afirma. “Cosméticos com bases biocompatíveis são sempre os mais indicados, pois são livres dessas substâncias e se assemelham mais à estrutura de nossa pele, recebendo melhor os benefícios dos ativos presentes nos produtos”, finaliza.

Escrever Comentário